was successfully added to your cart.

O Teatro é o Corpo em Verbo.

Por 11 de outubro de 2017Manifesto
terra-natura

Você pode falar e se mexer. Isso não quer dizer que você esteja se expressando.
Expressar…
“Expressar” é sinônimo de “expor”, de “manifestar”. O que é preciso para você expor, manifestar?

Verdade e Vontade.

Para você atravessar andando de um poste ao outro em cima de um cabo de aço, você precisa de três coisas:
O cabo de aço, saber andar, e bom motivo para isso.

Ou seja, você precisa de ferramenta, conhecimento e força de vontade; querer.

O trabalho da atriz e do ator é viver em cima de um cabo de aço; ligando o que acontece no palco, com o que acontece no espectador.

As ferramentas a gente chama de técnica.
O conhecimento a gente de prática.

Que nome você dá para sua força de vontade? O que você quer?

Faculdades, escolas e cursos de teatro espalhados pelo mundo, normalmente se focam em apenas uma dessas 03 coisas: Milhões de pessoas vivenciam práticas e exercícios que não geram técnica, estimulam vontades, e iludem pessoas que acreditam que estão se formando “atores”.

Assim como outros milhões de pessoas estão repetindo movimentos, assimilando técnicas, na crença que sua “vida” e suas “vontades” serão suficientes para fazer um bom teatro.

Assim como também tem aqueles outros milhões que estão aí, sem experiência, sem técnica, gritando com suas vozes, corpos, e mentes, a suas “verdades” querendo serem atrativos, verossímeis, “reais”… acreditando que aquilo que são, bastam para tornar suas cenas atrativas e necessárias.

NÃO BASTA!

Não bastam laboratórios, exercícios, repetições, assimilações, conjecturas. Não bastam!

Isolados, só criam bobagens, “perfumaria”, “pirotecnia”, “para inglês ver”… só criam clichês, maneirismos, egos travestidos de sinceridade. Não doem em ninguém. Apenas incomodam. Não alteram a realidade, não criam maravilhas. Alguns, ainda conseguem ganhar aplausos.
Se é só isso que você quer, você está num péssimo caminho.

Faça o seu comentário

Ruth Escobar
Próximo post