was successfully added to your cart.

el beso de dos caracoles sobre dos cerezas

“Sabe o que são isso? Perguntou mostrando o copo. Gotas de Lua. E eu não entendi o por que. A lua reflete aqui na água e no vidro, e fica assim, lindo. Não falei que no ângulo que tinha me mostrado não dava para ver nada. Mas acreditava nela. Acredito em você. Não precisa. Ela sorriu. Não digo nada que você não possa ver por si mesmo. Nisso eu não acreditei, mas fiquei quieto. O que foi? Que cara é essa? Eu também não digo nada que eu não possa provar. Eu não disse isso. Rimos. Eu mais do que ela. Você não precisa dizer nada, porque mostra tudo na sua cara. Eu não sabia como reagir. Então ela riu mais do que eu. Não se preocupe. Eu não me preocupo. Ela olhou para mim, me analisou, e voltou a olhar para seu copo. Estou vendo que sim. Achei melhor ficar quieto, e aguardar o que pudesse vir, enquanto ela dava goles na sua Lua.”

Faça o seu comentário